Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010
O CASAMENTO E OS HILGAS

 

Sejamos claros: nem tudo é tolerável nem tem de ser tolerável. Transformar a tolerância como virtude, em fraqueza a aproveitar pelos "espertos", além de ser uma falácia e uma injustiça, abre portas a perigos insuspeitos.

Nem todas as opiniões são respeitáveis, outra falácia adrede expendida... sobretudo as que violam as mais elementares base da Moral e, ou, do direito. Bem como as que são, simplesmente, insensatas.
 
A insistência em afirmar que somos todos iguais é outra cretinice que virou política e socialmente correcta. Nós somos, pelo contrário, todos diferentes. E os homens, como tal, também são diferentes das mulheres. O que todos devem ter é oportunidades e condições idênticas, mas isso prende-se com princípios de humanidade e de justiça relativa que se buscam desde o inicio dos tempos...

Há centenas de milhões de anos que na terra existem seres vivos, vegetais e animais, os mais diversos. Eles existem porque têm a capacidade de se reproduzir, através da existência de um elemento feminino e outro masculino e a natureza é tão perfeita que concebeu "sistemas" de atracção entre os géneros que garantissem a interacção reprodutiva.

A homossexualidade humana - inexistente em 99% das espécies é, a esta luz, um desvio genético, uma doença. E uma doença terminal, já que se, por absurdo, todos virássemos "gays" a espécie humana acabava...
 
Espalhando-se os homens pela terra, apesar das diferenças que sempre existiram de raça, cultura, crenças religiosas, etc., sempre estes viveram em grupo, criando sociedades mis ou menos complexas. Na sua espectacular diversidade, porém, a humanidade criou uma "célula" comum a toda ela: a família. Esta forma-se, inicialmente, pela união de um homem e uma mulher, que considerações de ordem política, social e, ou, de afectos, uniram, a fim de partilharem o restante das suas vidas, protegerem-se e auxiliarem-se mutuamente e ... terem filhos, perpetuando a espécie e a continuidade da família.


Da ligação dos cônjuges e dos seus descendentes passa a estabelecer-se uma rede mais ou menos complicada de laços familiares. A família passa a ser, deste modo, a estrutura mais elementar, sem embargo, mais fundamental da estabilidade de um grupo/tribo/nação/federação/estado, etc.

À figura que consubstanciou em termos jurídico/legais e sociais a existência de uma família, chamou-se casamento. E também isto a nível mundial, quer na sua fórmula exclusivamente civil ou acompanhada de um preceito religioso.


Ora é este "status quo", que o presente projecto de casamento entre pessoas do mesmo sexo, quer pôr em causa. Isto é, querem transpôr uma aberração genético/comportamental, para o edifício legal.
 
Em nome de quê? Pois caros leitores, em nome da igualdade de direitos. Ora a mim parece-me que não se deve dar direitos idênticos a coisas diferentes. Tão pouco passar vícios privados a públicas virtudes!

Ver dois tipos a beijarem-se na boca na rua mete-me nojo; se forem duas miúdas, talvez me excite. Certamente por ser macho. Mas eu não tenho nada que me enojar ou excitar em público. Por isso os vícios pessoais devem ter o recato adequado, não o folclore das marchas de orgulho gay ... Orgulho em quê? De quê? Sobre quê?

Não podem casar? Azar, se tivessem os pés chatos também não podiam ir à tropa! Não se pretende discriminá-los. Eles é que se estão a auto descriminar.


Legislar sobre uma coisa que a própria natureza tornou repulsiva parece ser um desconchavo que só um relativismo moral doentio, justifica. Infelizmente a comunicação social por razões várias, tudo têm feito por banalizar a discussão do tema para o tornar  "normal" e habitual... Fá-lo a qualquer hora, por qualquer meio e vai ao ponto de mostrar cenas semi-explícitas. Ao mesmo tempo vão condicionando, ardilosamente, a expressão pública de quem não concorda com o desaforo. Um dia destes ainda vamos ter que pedir desculpa por não pertencermos ao "clube" ou acrescentarmos com entusiasmo, que também gostaríamos de experimentar.
 
E não deixa de ser curioso notar que são aqueles que tanto se têm empenhado em destruir a família tradicional, em facilitar o divórcio, legalizar o aborto, a eutanásia, etc., isto é em sabotar as regras e implicações do casamento entre dois seres diferentes e normais, que agora se empenham tanto no casamento homossexual...
 
O que esta gente quer é ter público reconhecimento dos maus caminhos que trilha e tornar boa e respeitável algo que objectivamente não o é. E não venham dizer que ninguém tem nada com isso. Toda a gente tem a ver com isso. Um cidadão que urina na via pública não deve ser apenas um caso de polícia, merece censura social...
 
Ninguém defende que se maltratem os portadores deste desvio, doença ou o que se lhe queria chamar - normalidade é que não pode ser. Agora temos que nos precaver da "ditadura" de minorias e da imposição de comportamentos.
 
De facto o casamento de homos, lésbicas, transexuais, etc, abre as portas de uma comporta, de consequências imprevisíveis, o que irá alargar exponencialmente as barbaridades já existentes, como lobbies gay; discotecas para gays, bairros (guetos?) para gays, festivais de filme gay, idem para literatura, exibição de agressividade gay (vide culto do culturismo e exibição pública atemorizadora); predominância em profissões ou empresas, etc., é o que já se vê por aí. E o aí, internacionalizou-se. Podem por isso antever o que nos poderá bater à porta: pedofilia q.b.; uma mulher casada com um cavalo; poligamia masculina e feminina; Ancião com a sua corte de eunucos; incesto legalizado e por aí fora. A perversão da mente humana não tem limites...
 
Deixámos para o fim a delicada questão da adopção de crianças e todo o género de experiências da bio genética, que é o corolário lógico deste tipo de união (e não devia passar disso): tal consideramos simplesmente como um crime contra a humanidade.
 
Que ninguém se atreva a dizer que este vendaval de imoralidade é inevitável ou irreversível. Inevitável é a gente morrer e mesmo assim só para aqueles que não acreditam na reincarnação ou numa qualquer forma de ressurreição.


Agora experimentem continuar confortavelmente sentados no vosso sofá a ver o tempo passar, sem se quererem incomodar com nada. Um dia acordam e.... a coisa passou a obrigatória!

 



autor doctorflecha às 20:02
post | comentar | adiciona favoritos

DEVAGAR SE VAI AO LONGE myspace layouts, myspace codes, glitter graphics NÃO TERMINA AQUI! VAI VER O ARQUIVO
VAI VER O ARQUIVO

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Setembro 2015

Junho 2015

Agosto 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Novembro 2013

Agosto 2013

Maio 2013

Dezembro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Maio 2011

Março 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

CUSCA ESTES
ÚLTIMOS BITAITES
estou a me masturbar enquanto vejo estas imagens
Sim é como dizes sempre em pé. LOL
SoParaEla.Net ( SexShop , Sex Shop )http://www.sop...
SoParaEla.Net ( SexShop , Sex Shop )http://www.sop...
estava um bebado sentado a porta da tasca chegou u...
O Primeiro Ministro de Portugal, na minha forma de...
Apenas um comentário e somente a minha opinião , b...
tens toda a razao.portugal e uma equipa de miúdos ...
As contas até podem estar certas , a questão é que...
ESTA CRIANÇA VAI SE TORNAR NUMA JOVEM REVOLTADA,PO...
bom blog
bom obrigado
Epahh muito boa! Espetacular mesmo :D lol lol lol
ela ta louca
Adoro este Site e já o sigo à alguns dias a seguir...
Eu concordo totalmente com você. Ronaldo não dá um...
Parabéns!!! acho que nunca li algo tão real acerca...
Miami Health Insurance (http://miamihealthquote.co...
esta é muito fixe!! soltei uma gargalhada apenas q...
Olá, estou a estudar Português e eu aconteceram em...
quere cortir comigo doute 30 euros
pornhub.comUser: superman - Pass: supermanmais con...
ohh que pena!! eu pensava mesmo que me querias aju...
He he eu disse que colocava aqui o link , nada mai...
olá passei por aqui porque tu disseste que me quer...
Concordo com a lista original e confesso que meu a...
AHAHAHAHAHAHAHAH..............................
muito bem!!! excelente anedota!!!
alguma vez eu me posso contentar com aquilo que te...
hahahhahaha, inocência infantil!
q sorriso sensual...
Vejam esta pouca vergonhaAfinal o verdadeiro nome ...
Na verdade um gajo até se passa com tanta mulher b...
O Sexxat.com, www.sexxat.com, é o teu novo portal ...
Sem comentários mesmo!!Adoro a fruta!Abraços.
Não vais não, isso tá garantido rsrsrs
do k é q precisas??eu n vou ter ctg, ainda n perce...
loooooooooooool
He he Isa, é um caracol moderno, até tem corninhos...
:)))só uma coisa: acho q o caracol n tem pés...
Tens uma boa vizinha (nça) Isa :)
olha, eu conheço a gaja da direita, mora no r/c do...
Obrigado Sandra, nada como repor a verdade e só a ...
Fica cómico, para não dizer mais nada, ver o carro...
A verdade e esta «A mãe da criança, não foi ter co...
Gostei... está muito fixe!
Está boa!Não estava à espera deste final.
A brincar a brincar disseste aqui muitas verdades!
Poxa... e eu a pensar que ela estava apaixonada po...
:)http://meninaxxx.pt.vu/
ver no consultório